Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2018

Do things that makes you happy

2019 vai ser "O" ano. Com duas viagens já marcadas esperamos tantas e tantas outras surpresas boas.

Montros Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

São duas horas intensas, o tempo de antena desta segunda parte da saga Monstros Fantásticos. E aqui as opiniões dividem-se: temos um enorme conjunto de personagens, a ação nunca morre e a história parece bastante confusa. É por isso que há quem ame e quem odeie este filme e houve tantas críticas a tentarem mandá-lo abaixo. E embora eu adore o universo Harry Potter e a escrita fantástica de J. K. Rolling, esta história é um autêntico emaranhado, um verdadeiro labirinto de enredos, às tantas não sabemos quem é quem, se são bons ou maus ou simplesmente de onde apareceram... Tantas e tantas personagens irrelevantes que, espero, ganhem força num terceiro filme.

"A Extraordinária Viagem do Faquir"

O livro foi de tal modo um sucesso que o transformaram num filme bem divertido! E embora não esteja diretamente implícito sabemos que o fakir ficou preso num armário do Ikea, tal como o título do livro indica, até porque o edifício é igual e até as cores que os personagens utilizam e tudo o que os rodeia é azul e amarelo. O Ikea está presente do início ao final deste romance. Ora, em "A Extraordinária Viagem do Fakir" conhecemos Aja, um miúdo que nasceu em Bombaim, cuja mãe morre subitamente quando ele já é um jovem adulto. A partir daqui ele terá que viver sozinho. Então decide levar as cinzas da sua mãe para Paris, onde tenciona encontrar o seu pai, que nunca conheceu. Assim que chega a França, é enganado por um taxista que o deixa numa loja IKEA. Ali conhece Marie, uma rapariga por quem se apaixona imediatamente e com quem marca um encontro para o dia seguinte junto à Torre Eiffel. Sem dinheiro, Aja resolve passar a noite na loja, escondido dentro de um roupeiro, não imagin…

"The House with a Clock in Its Walls"

"I can give you the right books, teach you the right spells, but that last 1%, that's up to you."

Unir a encantadora Cate Blanchett e o tonto Jack Black num filme resulta garantidamente em gargalhadas bem sonoras. É assim o filme "O Mistério da Casa do Relógio", uma espécie de filme fantástico para toda a família. Lewis ficou órfão e foi obrigado a mudar-se para a casa do seu tio, um feiticeiro que vive com uma poderosa bruxa. Nesta casa existe um relógio que pertencia aos seus antigos moradores, praticantes de magia negra cujo intuito era acabar com o mundo. Então, este novo trio terá que salvar a humanidade com os seus poderes. Será que conseguem?
"Life is like riding a bicycle. To keep your balance you must keep moving."

Feliz Natal & um ótimo 2019

FELIZ NATAL

Inverno

Chegou oficialmente o tempo do chá com mel, das mantas, das roupas polares e das luvas e dos cachecóis-manta que me aquecem o pescoço nestes dias frios.
Vem daí Inverno...

Adeus Facebook

Pensava que não ia aguentar, pensava que me sentiria excluída ou fora dos assuntos do momento, pensava que ia ficar ansiosa por regressar, pensava que me ia custar mais....pensava tanta coisa e na verdade não sinto falta nem me custa minimamente. Estou a falar do facto de ter  desativado a minha conta de  Facebook vai para três semanas e sinceramente ainda não senti qualquer falta nos meus dias. Por um lado porque os meus dias são muito longos, e com o natal têm sido muito preenchidos. E depois porque nos últimos tempos tudo o que os meus conhecidos do Facebook postam não me interessa particularmente. Portanto, isto tem sido uma grande ajuda para que eu não tenha saudades desta rede. E esta minha autoexclusão está para durar!

Dos livros perfeitos

E de repente, com isto, o meu coração ficou arrebatado!

Palavras mágicas

Reuni algumas palavras / expressões que tanto significam na nossa vida, e na minha em particular:

- Gosto de ti
- Massagens nos pés
- Adoro-te
- Obrigada
- Eu consigo
- Miminhos
- Olá
- Coração
- Sorrisos
- Boa disposição
- Animação
- Sebastião
- Livros
- Irmão
 - Óó

Wonderland Lisboa

Fui ao Wonderland Lisboa pela primeira vez. E agora digam-me o que é aquilo? Filas para comer, filas para ver as bancas e filas para andar nas diversões. Que pesadelo! Não aprecio locais overcrowded mas o Wonderland é demais. Decidam-se a construir uma Feira Popular em Lisboa e a novidade de parque de diversões natalícia passará um pouco ao lado. Tudo bem que para as crianças até possa ser giro: tem uma pista de gelo, a aldeia do natal, oficinas e magias, até uma roda gigante que, pelo que me foi dado a ver, está quase sempre parada e depois anda muito depressa. E depois temos muitas bancas de comes e bebes e bancas de artesanato que costumamos encontrar nas demais feiras desse país fora. Não achei o Wonderland a última maravilha à face da terra, acho que nem o pretende ser, mas parece-me sobrevalorizado. E depois quem a visita tira fotos todas iguais: ao lettring luminoso da feira, e à roda gigante... É ver dezenas de pessoas lado a lado com o telemóvel em riste a apontar para um deste…

Familiarizados | Ikea

Ficamos impaciente com os largos minutos que dura um intervalo televisivo. Regra geral, um intervalo demora 20 minutos. Nesse tempo é habitual pegarmos no telecomando e ir passando canais para passar o tempo. Mas na época natalícia os anúncios melhoram de qualidade e exemplo disso é anúncio espanhol "Familiarizados" do Ikea. É um anúncio que emociona e que nos abre o os olhos. Resta saber se tomamos alguma atitude perante esta situação.

Os teus filhos não vivem numa redoma

Pessoas que tapam os seus bebés com panos  e fraldas quando estes estão nos seus carrinhos. Sufocam-nos e não os deixam ver o mundo. Que estranho! A não ser que seja prescrito pelo médico...
Os pais de hoje têm medo que os meninos se constipem,  que apanhem uma bactéria ou um vírus incurável? Deixem-nos ver o mundo, respirar, apanhar sol na pele e vento na cara. Deixem-nos olhar para tudo o que têm à frente e pela frente. Não os tapem, eles não vão viver dentro da redoma que vocês querem que eles vivam.

Contos aeroportuários #1

Chegou ao aeroporto atrasado, passaporte numa mão, a mala de porão na outra. Pagou ao taxista e apressado correu para o seu balcão de check-in. Colocou a mala no tapete rolante, mostrou a sua identificação e correu para passar no raio-x. Passado o controlo da segurança olhou para os monitores para confirmar a sua porta de embarque. Encontrou-a e seguiu a indicação no placard. Chegou finalmente à sua porta de embarque. Tentava embarcar, o cartão não dava. Duas ou três tentativas depois veio a notícia: a viagem era no dia seguinte...

Do que vejo pela janela

Vivo num prédio alto com muitas janelas. Ontem enquanto me preparava para sair, chamam-me à atenção e pedem-me para olhar pela janela... Olho mas na realidade não vejo nada. Insistem comigo. Os meus olhos focam o monte verde mesmo em frente: ovelhas! Um rebanho enorme, dois pastores e um cão com uma pata aleijada aproveitam o sol de inverno e pisam a relva do monte. Sorrio. Gosto de mémés, como digo sempre. Sorrio e fico feliz.

Free will

Nem sempre tenho a certeza de fazer as coisas bem. De as fazer corretamente. De vez em quando assaltam-me duvidas. Duvidas ao que fiz e ao que irei fazer. Gosto de ser meticulosa mas sei que não o sou verdadeiramente. Em mim fica-me bem a vontade de querer fazer tudo como deve ser. Mas sei que não o faço. Parece mas não o faço. No fundo não me importo, ninguém é perfeito. E assim vamos fazendo e agindo conforme a nossa consciência e até o nosso free-will nos manda.

"O cão que guarda as estrelas"

É manga. É japonês. E é delicioso. Em "O cão que guarda as estrelas" vamos seguir a história de vida de Happy um cachorro que é adoptado por uma família que se vê desmembrada anos mais tarde. Happy vai criar laços muito fortes com o pai da família e os dois iniciam a aventura das suas vidas. Vivem os dois dentro do carro porque a vida se torna difícil e têm aventuras que até então nunca teriam imaginado viver. Uma outra vida se abre diante dos seus olhos e Happy é um grande observador, é ele quem narra a história. E se no início nos parece tratar-se de um policial, a história muda de figura quando começamos a seguir a vida destes dois companheiros. Em 2011 o livro teve direito a uma adaptação cinematográfica. A ver e a ler!


"Guardar também significa ficar sempre de olho em algo. é uma expressão muito utilizada para descrever gente que sonha muito alto."
"Desejas, desejas e mesmo assim não consegues cumprir o teu desejo. É por isso que continuas a sonhar. Enquanto…

Museu Nacional de Arqueologia | Lisboa

"Vamos ao museu" - disseram-me num domingo de manhã, antecipando já a ideia que a entrada nalguns museus até às 14:00 é gratuita aos domingos. Pensei durante alguns segundos e surgiu a ideia de visitarmos o Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa, que já não visitava há dois anos. Foi giro porque me lembrava dalgumas peças da época romana e árabe mas o acervo de que mais gosto é o egípcio. Adorei o meu passeio pela História num domingo solarengo e depois o Tejo mesmo ali com as suas águas.










Não basta ser bom, é preciso querer ser bom | Paul Arden

"Tente fazer coisas que se julga incapaz de fazer"


Não sou da área das artes nem da publicidade mas achei este "Não basta ser bom, é preciso querer ser bom", de Paul Arden um especialista na área da publicidade, muito interessante. Revi-me em muitas das ideias partilhadas. Trata-se de uma espécie de Bíblia para as pessoas que querem aumentar os seus níveis de criatividade. O livro está repleto de imagens e a leitura é muito fácil. Lê-se rapidamente e retemos ideias que toda a gente conhece mas que nos fazem refletir enquanto o lemos. Eu tirei uma série de notas para me relembrar mais tarde e tentar aplicar no meu dia-a-dia. "Não procure louvores. Procure a crítica"
Partilhar as nossas ideias e os nossos conhecimentos aos outros poderá ser benéfico para a criação de novas ideias e poderá trazer uma evolução ao nosso trabalho. Não devemos recear falar com colegas, se dermos tudo aquilo que sabemos, teremos o retorno. Mais, fiquei também com a noção de que se eu …