Avançar para o conteúdo principal

"Loving Vincent"


Quando soube deste filme, há cerca de uma não, coloquei-o na minha lista de filmes a ver imediatamente. Sabia que o tinha que ver porque se trata de uma biografia do pintor Vincent Van Gogh e porque é uma obra prima em movimento: cerca de 65 mil pinturas fazem parte deste filme de animação. Estrondoso :)
O resultado final poderá, eventualmente, não corresponder à expectativa alta que eu tinha inicialmente: narrativa confusa no arrancar da história, que depois se torna lenta, demasiado lenta para quem gosta de filmes mais mexidos;  perspectivas de pintura irrealistas... contudo, dou os parabéns aos 125 artistas que criaram estas obras propositadamente para a história. É de louvar o primeiro filme de animação pintado à mão.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As Aventuras de Tsuki

Deu-me para isto: o jogo As Aventuras de Tsuki, da HyperBeard Games. Um jogo de aventuras passivo, como explicam na loja onde o descarreguei gratuitamente para o meu telemóvel. E o que é um jogo passivo? Ora bem, aqui não se passa nada, é um jogo em tempo real, vamos executando algumas ações e o Tsuki, o coelhinho mais fofo na história dos jogos, fica entretido com elas. Agora é frequente apanharem-me nos meus momentos mortos a ir apanhar as cenouras que o coelhito deixou plantadas, ou a ir  beber um chá de matcha ou a comer um lámen do restaurante do Bobi.

Adeus Natal

Ontem foi Dia de Reis, e com ele desfazem-se árvores de Natal, retiram-se as luzes e todas as decoracões. Termina a época dos doces em exagero e dizemos também adeus às músicas natalícias.
Ontem não toquei em nada porque queria gozar esta época até à última oportunidade mas hoje acordei com uma vontade férrea de reorganizar a minha casa.  E assim foi.
Foi rápida a arrumação  e ver a casa toda limpa e organizada conferiu-lhe um ar fresco.
No final do ano há mais!

Countdown

O antes e o depois de uma viagem. O entusiasmo, a expectativa do desconhecido, o querer aventuras...
Faço uma viagem por ano para fora do país e estou a 24 horas de voltar a meter os pés dentro de um avião. Ok, trabalho no aeroporto e quase todos os dias entro dentro de aviões. Mas desta vez, e pela primeira vez desde que aqui trabalho, vou mesmo viajar.
E amanhã estarei atenta ao trabalho das colegas na Porta de Embarque.
Nantes aí vou eu, e prepara-te que farei aí 35 anos :-)