Avançar para o conteúdo principal

[De vez em quando...]

De vez em quando cruzamo-nos com pessoas com bom fundo, dquelas que gostam de ajudar os outros e são essas pessoas que me arrancam um sorriso nos dias mais complicados. Há dias cruzei-me com uma jovem rapariga que queria comprar um livro para levar a um leilão de caridade. Ajudei-a a escolher um livro especial e lá levou, a meu conselho, o meu livro preferido. Um livro que fala sobre amizade e que nos relembra as coisas boas da vida: O Principezinho. Espero que o livro receba bom dinheiro. No entanto, desconheço a causa para que servia a obra. Espero que tenha tido mesmo sucesso.
Tenho também outra história que ocorreu há já largos meses, era ainda Inverno. Uma senhora chegou com uma lista de nomes e pediu-me ajuda para escolher alguns livros para oferecer àquelas pessoas. Eram todas crianças e adolescentes. Os livros seguiriam para Moçambique dentro de dias. Devo ter selecionado cerca de 20 livros. Foi das tarefas que mais prazer me deu fazer. Gostei mesmo de escolher livros que iam chegar às mãos de crianças desprotegidas. Espero com todo o coração que lhes encham o imaginário de coisas positivas e as faça fugir um bocadinho da sua realidade.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Countdown

O antes e o depois de uma viagem. O entusiasmo, a expectativa do desconhecido, o querer aventuras...
Faço uma viagem por ano para fora do país e estou a 24 horas de voltar a meter os pés dentro de um avião. Ok, trabalho no aeroporto e quase todos os dias entro dentro de aviões. Mas desta vez, e pela primeira vez desde que aqui trabalho, vou mesmo viajar.
E amanhã estarei atenta ao trabalho das colegas na Porta de Embarque.
Nantes aí vou eu, e prepara-te que farei aí 35 anos :-)

Eu e as redes sociais OU como já não tenho paciência para elas

Tenho Facebook, já tive Twitter, tenho conta no YouTube, tenho WhatsApp e vou activando e desactivando o meu Instagram. O Instagram é a minha relação com redes sociais mais complicada. Criei a minha conta do Insta em 2014 e desde aí tornei-me bastante activa na publicação de fotos, especialmente de fotos de viagens que fui fazendo. Depois comecei a seguir demasiadas contas e isso distraía-me demais e perdia imenso tempo a ver fotografias de tudo e mais alguma coisa. Algures em 2017 desactivei a conta durante uns meses. Quando fui de viagem nesse ano, voltei a activá-la e ia publicando algumas fotos. Depois disso cancelei-a novamente e há uma semana por insistência de algumas colegas minhas do aeroporto activei-a porque elas haviam partilhado fotos comigo e eu queria estar a par. Hoje apaguei-a novamente. Se o Instagram me foi importante numa determinada altura da minha vida, hoje já não me traz qualquer prazer. Sinto que perco tempo a ver fotos de outras pessoas, que na realidade não me…

Nívea "Fairy Tales"

Toda a gente tem uma lata de creme nívea em casa, aposto! Eu tenho, sempre tive, a minha mãe sempre comprou e nós sempre usámos. É dos cremes mais gordurosos que podemos usar e é absolutamente intemporal. Agora a marca presenteia-nos com as latas mais amorosas de sempre. A coleção chama-se "Contos de Encantar" com ilustrações do artista Joelle Tourlonias. E bem como o lançamento desta edição limitada, a nívea lançou no seu site vários contos do autor Udo Weigelt, que estão disponíveis aqui. Garanto que as histórias e as ilustrações são do mais fofinho que há. Só é pena estarem apenas no universo digital porque eu gostaria de ter esta compilação em livro físico. E claro, não podemos esquecer as vantagens de ter esta latinha em casa: Cuidado intensivo e protector. Fórmula de hidratação intensiva. Ideal para uso diário em todas as zonas da pele. Quanto a mim, assim  que "botei" os olhos nestas latinhas, tive que trazer uma para casa, são colecionáveis e dão para guardar bi…