Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2013

Da música

Pentatonix é o nome desta rapaziada que canta e faz uns covers bem catitas! Trabalham apenas com as suas vozes e são já um sucesso pelas internets e por esse mundo fora pois fazem uns espectáculos giros onde o público adere bastante bem.
Conheçam-nos aqui.

Sagrada Família

Barcelona' 2010 Saímos do Metro, levou-me pela mão e disse-me para fechar os olhos. Já era de noite e cumpri o pedido. Colocou-me no local certo e disse baixinho: "abre os olhos". Foi assim que vi a Sagrada Família pela 1ª vez na minha vida. Estávamos em Outubro de 2010. Lembro-me de ficar fascinada naquele momento, de olhar para cima e ver uma catedral altíssima com os guindastes a fazerem parte integrante da paisagem, de ver aquela cor tão nítida no topo das torres. Àquela hora já estava fechada, por isso fomos comprar qualquer coisa para comer e sentámo-nos num banco de jardim logo ali em frente. No dia a seguir lá fomos para a fila para visitar o monumento. Não pudemos subir lá acima pois o elevador tinha um problema qualquer mas prometi a mim mesma que no dia em que regressasse a Barcelona subiria lá acima já sem os guindastes.
Gaudí foi o responsável pela obra mas morreu cedo demais, atropelado por um elétrico, e a obra megalómana teve que ser continuada aos poucos.…

Apresento Barry Underwood

Há artistas que nos deixam espantados. Barry Underwood é um deles. Descobri o seu trabalho na Internet e aproveito para dá-lo a conhecer. Recebeu já uma série de prémios relacionados com Arte Visual. Barry utiliza luzes em diversos locais, normalmente terrenos agrícolas e florestas para dar vazão à sua criatividade e fotografa-os. Para ver as suas exposições será necessário deslocarmo-nos aos EUA mas faço figas para que a Europa o receba num qualquer museu!

Apresento William Forsythe

Gosto muito de arte e julgo que este gosto foi pela cadeira de Metodologias de Análise da Imagem que tive na Universidade. uma cadeira que fiz à noite e o programa contemplava a história da Arte desde os seus primórdios. Já perco a conta aos livros de arte que comprei desde essa altura e ter como companheiro uma pessoa ligada ao  mundo das artes, mais ainda. Passo a vida enfiada em museus. Hoje dou a conhecer William Forsythe que criou uma instalação com balões brancos suspensos no tecto. A obre esteve em exibição na Pinakothek der Moderne em Munique em 2006 e deixo as melhores imagens:




Palácio de Versalhes

Palácio de Versalhes, 2013 Aquando da minha viagem a Paris não podia deixar de lado o Palácio de Versalhes... Foi construído em 1661 e foi aumentado por diversas vezes até ficar do tamanho que ficou: enorme! Não vou estar aqui com lições de história. Basta dizer que foi lá que viveu Maria Antonieta e o Rei Sol(Luis XIV) e o resto pesquisam vocês! Para ver os Jardins tive que alugar uma bicicleta pois aquilo estende-se por vários quilómetros. Tem um lago gigante - o Grande Canal, e uma pequena aldeia rural. A sala mais importante do palácio, além dos apartamentos do Rei e da Rainha, é a Sala dos Espelhos, que ligava os quartos dos reis. Trata-se de uma galeria comprida com cerca de 360 espelhos. Uma atmosfera grandiosa com as estátuas a adornar todos os recantos e as janelas com a vista sublime para o jardim.

Eu gosto é do Verão

Badoca Park '2013 Não sou pessoa de chuva, nem de céu cinzento e muito menos de Invernos... Não gosto de frio nem de vento, nem de andar com o chapéu-de-chuva atrás. Gosto mil vezes mais do Verão, de noites agradáveis, céu azul, sol, praia, calor, calções, t-shirt e chinelo no pé!
Ficamos com muito mais vontade de sair de casa com um solzinho do que com os irritantes aguaceiros que nunca sabemos onde ir passear... Não gosto, não me é agradável e não gosto de ficar o fim-de-semana todo enfiada em casa só porque está mau tempo. Por mim, Portugal podia ser nos trópicos, calor o ano todo, sol e chuvas muito passageiras.

Apresento Oliver Jeffers

Perdido e Achado, Editora Orfeu Negro
Os livros de Oliver Jeffers são ideais para crianças entre os 3 e os 5 anos. Poucas palavras, histórias que se lêm bem através das imagens, cores neutras e pequenos contos que me deixam sempre com um sorriso.
Este ilustrador já recebeu vários prémios e os livros dele estão traduzidos para português. Perdido e Achado é o seu livro mais conhecido!

Conheçam-no aqui.

Presos, Editora Orfeu Negro

Desmistificar o Red Light District

Sexo, drogas e Red Light são as atracções mais convidativas de Amesterdão. Mas nem só destas coisas vive a cidade. Eu estive lá e vi tudo! Museus, sexshops, bicicletas, canais, o Vondelpark, as empenas, os eléctricos, e até entrei numa casa de meninas. No Red Light só se consegue andar aos encontrões tal é a multidão que por lá anda as ver as montras todas as noites. Fiquei a "viver" numa rua mesmo junto ao Red Light District e não me incomodou  minimamente. Fui dar uma volta por lá todas as noites e até jantei junto ao canal a dar de comer aos cisnes que iam aparecendo a olhar quem passava e a avaliar as meninas. Novas, velhas, com silicones, sem silicones, há de tudo para todos os gostos. E só se incomoda quem quer porque o passeio é muito agradável e ninguém se mete com ninguém.
E quanto ao funcionamento das montras, estão vocês a perguntar. As janelas têm uma luz vermelha, e as senhoras estão na montra em biquíni ou lingerie a tentar seduzir os homens. Se os homens para…

Roma I

Todos os caminhos vão dar ao Coliseu.
Roma' 2013 Saudades do calor, das melgas a "comerem-te" as pernas, do tecto do nosso quarto, dos gelados, dos granizados, das pizzas, da Villa Borghese, de olhar para o coliseu, das viagens de autocarro, da caminhada até ao Vaticano, de contemplar as cúpulas, dos pequenos almoços e dos nossos croissants de chocolate, da Fontana di Trevi. De Roma, com amor...

Apresento Rébecca Dautremer

Alice Gostava tanto de desenhar bem! Se o fizesse como deve ser faria certamente como Rébecca Dautremer, uma ilustradora francesa que tem uns livros infantis ma-ra-vi-lho-sos!
Pena que os ilustradores não sejam reconhecidos pelo grande público. Parece que só os "contadores de histórias" são conhecidos, mas a ilustração é muitas vezes o que sustenta e faz viver o enredo.
Sentimento, Editora Educação Nacional

Eu e os aviões

EasyJet, Roma' Julho 2013 Gosto muito de aeroportos mas descobri isso há poucos anos, quando comecei a ir para o estrangeiro. Já lá vão uma dezena de viagens de avião e sempre que chego ao aeroporto é uma alegria. Gosto daquela azáfama, das pessoas, das malas, dos balcões, dos raios-x e até dos secadores das mãos nos wcs. Fico sempre a olhar para aquilo a pensar que também eu gosto de andar carregada com a casa às costas, cansada, com fome mas com uma alegria imensa na alma e no coração. Gosto do raio-x, de procurar a minha porta de embarque, de ir para a fila, de ouvir as conversas. E quando estou no ar, esse entusiasmo passa um bocadinho e dá lugar a um certo nervosismo. Não gosto particularmente de levantar voo nem de aterrar nem daquelas travagens bruscas que me lançam para a frente. Fico nervosa, penso que alguma coisa vai correr mal mas até agora tudo correu bem, excepto daquela vez que perdi um voo para Madrid e fiquei fula da vida ou daquela vez em que ouvi o meu nome ser c…

...

Nada mais importa se ficares comigo o resto dos meus dias. Acompanhas-me, abraças-me, mimas-me, adormeces-me, tornas-me tua. Gosto de ti, sabes? Tanto...

Dos pés

Tenho tantas fotografias que já lhes perdi a conta mas estão todas organizadas em pastas por anos e meses e aí por locais. Duvido que haja alguém que as organize melhor que eu! Porém, é em fotos de pés que sou especialista! Selecionei algumas pois isto de andar à procura dá algum trabalho. Se quiserem contratar-me para fotografar pés, estou à disposição. Lisboa
Roma
Loures
Capuchos

Um dia no Badoca Park

À chegada...

Vi o esqueleto verdadeiro da 1ª girafa residente do Badoca
Vi lémures a serem alimentados Vi o show das aves de rapina e um rasou a minha cabeça! Este mocho foi o que mais gostei!   Vi macaquinhos bebés e derreti-me de tão fofos que são
 Vi cavalos e fiz-lhes festas apesar das indicações para não lhes mexermos
 O cavalinho mais querido da zona...
 Vi bichos giros com chifres estranhos
 E vi este crocodilo a comer um pintainho...

Vi e fiz tudo e o que mais gostei? Do Rafting e do Safari! 

Livros

Gosto muito de livros infantis e o título deste blog veio a propósito do "Adivinha o quanto gosto de ti" de Sam McBratney e Anita Jeram, publicado pela caminho. O livro conta a história de duas lebres, a mãe e o filho. A Mãe Lebre tenta explicar ao pequenote o quanto gosta dele


"Às vezes, quando gostamos muito, muito de alguém, queremos encontrar uma maneira de descrever como os nossos sentimentos são grandes. Mas como descobrem a Pequena Lebre Castanha e Grande Lebre Castanha, o amor não é coisa fácil de medir!"
Estou aqui para falar dos meus sonhos, das minhas viagens, daquilo que penso, do que me faz feliz, do que me deita abaixo...