Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Wonderland Lisboa

Mensagens recentes

Familiarizados | Ikea

Ficamos impaciente com os largos minutos que dura um intervalo televisivo. Regra geral, um intervalo demora 20 minutos. Nesse tempo é habitual pegarmos no telecomando e ir passando canais para passar o tempo. Mas na época natalícia os anúncios melhoram de qualidade e exemplo disso é anúncio espanhol "Familiarizados" do Ikea. É um anúncio que emociona e que nos abre o os olhos. Resta saber se tomamos alguma atitude perante esta situação.

Os teus filhos não vivem numa redoma

Pessoas que tapam os seus bebés com panos  e fraldas quando estes estão nos seus carrinhos. Sufocam-nos e não os deixam ver o mundo. Que estranho! A não ser que seja prescrito pelo médico...
Os pais de hoje têm medo que os meninos se constipem,  que apanhem uma bactéria ou um vírus incurável? Deixem-nos ver o mundo, respirar, apanhar sol na pele e vento na cara. Deixem-nos olhar para tudo o que têm à frente e pela frente. Não os tapem, eles não vão viver dentro da redoma que vocês querem que eles vivam.

Contos aeroportuários #1

Chegou ao aeroporto atrasado, passaporte numa mão, a mala de porão na outra. Pagou ao taxista e apressado correu para o seu balcão de check-in. Colocou a mala no tapete rolante, mostrou a sua identificação e correu para passar no raio-x. Passado o controlo da segurança olhou para os monitores para confirmar a sua porta de embarque. Encontrou-a e seguiu a indicação no placard. Chegou finalmente à sua porta de embarque. Tentava embarcar, o cartão não dava. Duas ou três tentativas depois veio a notícia: a viagem era no dia seguinte...

Do que vejo pela janela

Vivo num prédio alto com muitas janelas. Ontem enquanto me preparava para sair, chamam-me à atenção e pedem-me para olhar pela janela... Olho mas na realidade não vejo nada. Insistem comigo. Os meus olhos focam o monte verde mesmo em frente: ovelhas! Um rebanho enorme, dois pastores e um cão com uma pata aleijada aproveitam o sol de inverno e pisam a relva do monte. Sorrio. Gosto de mémés, como digo sempre. Sorrio e fico feliz.

Free will

Nem sempre tenho a certeza de fazer as coisas bem. De as fazer corretamente. De vez em quando assaltam-me duvidas. Duvidas ao que fiz e ao que irei fazer. Gosto de ser meticulosa mas sei que não o sou verdadeiramente. Em mim fica-me bem a vontade de querer fazer tudo como deve ser. Mas sei que não o faço. Parece mas não o faço. No fundo não me importo, ninguém é perfeito. E assim vamos fazendo e agindo conforme a nossa consciência e até o nosso free-will nos manda.

"O cão que guarda as estrelas"

É manga. É japonês. E é delicioso. Em "O cão que guarda as estrelas" vamos seguir a história de vida de Happy um cachorro que é adoptado por uma família que se vê desmembrada anos mais tarde. Happy vai criar laços muito fortes com o pai da família e os dois iniciam a aventura das suas vidas. Vivem os dois dentro do carro porque a vida se torna difícil e têm aventuras que até então nunca teriam imaginado viver. Uma outra vida se abre diante dos seus olhos e Happy é um grande observador, é ele quem narra a história. E se no início nos parece tratar-se de um policial, a história muda de figura quando começamos a seguir a vida destes dois companheiros. Em 2011 o livro teve direito a uma adaptação cinematográfica. A ver e a ler!


"Guardar também significa ficar sempre de olho em algo. é uma expressão muito utilizada para descrever gente que sonha muito alto."
"Desejas, desejas e mesmo assim não consegues cumprir o teu desejo. É por isso que continuas a sonhar. Enquanto…